RÁDIO COMUNITÁRIA DE CAMPO REDONDO: Nota de Falecimento: faleceu nesta manhã a cachorra solidariedade (piabinha)

ATUALIZANDO...

RadiosNet

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Nota de Falecimento: faleceu nesta manhã a cachorra solidariedade (piabinha)

Noticiamos o falecimento da cachorra solidariedade nesta manhã de quarta-feira de cinzas (18). Os amigos e admiradores dela convidam a todos para o seu sepultamento que acontecerá às 16 horas em frente ao cemitério público de nossa cidade. Ela que sempre acompanhava e velava os corpos dos nossos entes queridos, agora precisa de nossa solidariedade.

Participe!

Conheça um pouco da história da Cachorra Solidariedade:

Caso da cachorra solidariedade
Mas o que parece ser um ato só de ser humano passou a fazer parte da rotina da curiosa cachorra que acompanha enterros no município de Campo Redondo–RN, uma cidade a 135 km da capital Natal.

Para muitos parece ser uma piada ou uma brincadeira de alguém, o fato é, que há uma cachorra em Campo Redondo que realmente acompanhada todos os enterros que eventualmente acontecem. A cachorra solidariedade permanece todo tempo deitada na porta da Igreja, e dali ela só sai quando as pessoas saem da igreja e começam a caminhar em direção ao cemitério.

E o incrível, é que ela, a cachorra solidariedade não acompanha pelas laterais, mas a maior parte do percurso ela faz no meio do povo, bem no centro, onde há maior fluxo de pessoas. Por que será que ela prefere acompanhar no meio das pessoas? Algo que não podemos compreender e nem entender curioso fato.
O certo é que a cachorra solidariedade já está na boca do povo campo-redondense e vem a cada dia conquistando o respeito e a admiração de todos. Ela não tem a pata traseira direita, tem dificuldades de se locomover, mas mesmo assim ela não se entrega e faz todo o cortejo fúnebre até a porta do cemitério. Ela não entra, mas aguarda um momento até o corpo ser sepultado. Só então, ela se levanta e sai e retorna ao seu habitat.

Não sei o que acontecerá após a divulgação desta matéria, mas digo que valeu a pena registrar um fato curioso de uma cachorra vira-lata, denominada por mim de solidariedade, e que me deixou muito admirado e que me fez refletir sobre a vida: Por que será que ela acompanha todos os enterros? Alguma explicação para esse fato? Ou é apenas um condicionamento natural adquirido pela cachorra? 
Por gentileza, quando você encontrar a cachorra solidariedade por aí, ajude-a, não a maltrate. Seja cordial com ela. Ofereça um lanche, água, um almoço ou janta. Vamos tratar bem, ela que tanto ama e zela por nossos entes queridos que já partiram.

Por George Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE DO DIA

GOVERNO DO RN DIVULGA EDITAL DO CONCURSO DO ITEP COM 276 VAGAS E SALÁRIOS QUE PODEM ATINGIR R$ 22.382,94.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep-RN), divulgou, no Diário Oficial do Est...