Anuncie Aqui 98705-3786




sábado, 26 de maio de 2018

ASSEMBLEIA DE DEUS NO RN COMEMORA 100 ANOS COM CULTO FESTIVO NO ARENA DAS DUNAS EM NATAL

Evento será realizado no dia 26 deste mês de maio e a abertura dos portões está marcada para 13h30. Mais de 250 ônibus trarão fiéis vindos de todas as regiões do RN até a capital.
A Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte (IEADERN) completa 100 anos em 2018 e vai comemorar esse primeiro centenário com um grande culto que deve reunir até 50 mil pessoas na Arena das Dunas.
O evento será realizado no dia 26 deste mês de maio (sábado) e a abertura dos portões está marcada para 13h30.
Mais de 250 ônibus trarão fiéis vindos de todas as regiões do estado até a capital. A Polícia Rodoviária Federal montou um esquema especial para gerenciar o tráfego e evitar que o fluxo desses veículos provoque congestionamentos nas principais rodovias.
Além da área interna, que comporta pouco mais de 30 mil pessoas, uma estrutura com som, telão e cadeiras será montada na praça externa da Arena das Dunas para receber até 20 mil pessoas.
O acesso ao evento é gratuito e foi garantido através de inscrição realizada pelos fiéis na internet. No dia do evento, todavia, um lote extra de vagas será liberado. A recomendação é que as pessoas que não fizeram inscrição cheguem cedo para evitar filas e conseguir vaga na área interna.
“Vamos prestar a Deus um grande culto de gratidão por tudo que Ele tem feito nesses 100 anos por Seu povo no Rio Grande do Norte; e temos certeza de que essa festa ficará marcada para sempre em nossa história”, diz o Pr. Martim Alves da Silva, pastor-presidente da igreja.
Todas as informações sobre acesso ao evento e programação estão disponíveis no hotsite centenarioieadern.org.br e nas redes sociais da igreja (facebook.com/AssembleiadeDeusnoRN e @AssembleiadeDeusnoRN no Instagram).
 Maior igreja evangélica do estado
Com mais de 220 mil membros atualmente cadastrados em seu rol, a Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte é a maior denominação cristã evangélica do estado, presente hoje em todos os 167 municípios potiguares.
São mais de 1600 templos espalhados em solo norte-rio-grandense, 263 deles concentrados na capital.
Além da notória atuação evangelística, igreja tem uma história marcada pelo investimento em obras sociais. A IEADERN mantém hoje o Centro Integrado de Assistência Social da Assembleia de Deus (Ciade), localizado no Planalto, que além de atendimentos médico, psicológico, nutricional e jurídico gratuitos, garante abrigo para 22 idosas através do Instituto Bom Samaritano.
A Assembleia de Deus mantém ainda um programa de capelanias carcerária e hospitalar. Diariamente, a igreja visita hospitais e presídios pregando a Palavra de Deus oferecendo suporte social a pacientes internados, pessoas privadas de e suas famílias.
Evangelho de alegria e poder
O nascimento da Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte confunde-se com a difusão do evangelho pentecostal pelo mundo. Em 1911 os missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram a Belém do Pará, vindos dos Estados Unidos, e – mesmo sem dominar o idioma português – iniciaram ali uma obra missionária.
Foi lá onde os irmãos seringueiros Manoel e Florêncio, potiguares naturais da cidades de Pedro Velho, converteram-se à fé cristã e aprenderam sobre a doutrina pentecostal, que prega a atualidade dos dons do Espírito Santo.
Ao retornarem para o Rio Grande do Norte, eles começaram a propagar sua fé e foram ganhando adeptos. Anos depois, em 1918, foi oficialmente fundada a Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte.
Perseguição e intolerância religiosa
A chegada da doutrina protestante pentecostal ao Rio Grande do Norte não foi bem aceita. Durante as primeiras décadas do século passado, muitos foram os casos de perseguições e agressões sofridos pelos membros da igreja em razão de sua fé.
Os primeiros cultos eram realizados nas casas dos fiéis, que o faziam de forma escondida, com medo de agressões, já que os primeiros templos abertos chegaram a sofrer depredações de fiéis de outras religiões.
A perseguição somente acelerou o crescimento da igreja, hoje com o maior número de fiéis no estado e mantenedora de famílias missionaras presente em 12 países espalhados pela Américas do Sul, África, Ásia e Europa.

Fonte AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário